25 de nov de 2015

Casal Açúcar

Não é fácil admitir um sentimento por aquele que consideramos melhor amigo, confidente, parceiro...  Mas foi involuntário, ninguém controla por quem o coração vai bater e não foi diferente com um casal que vi alguns meses.  Ela era melhor amiga dele e vice-versa a uns 2 anos, trocavam apelidos carinhosos e cada um tinha relacionamentos sérios com outros parceiros, eles estudavam no mesmo colégio porém em salas diferentes...
Talvez um sentimento já estivesse ali, oprimido pelo compromisso e o caráter de estar com uma outra pessoa e até mesmo de pensar ou olhar de outra forma pro melhor amigo (a). Mesmo diante de muitos dizendo que aquele carinho não poderia vir de um amor de amigos eles não queriam enxergar, oprimir e não querer ver sempre é a melhor opção, talvez eu até concorde no caso deles. Colocar toda amizade em risco por um sentimento não reciproco, ou até mesmo pelo fato do recente término com os outros parceiros e a recente liberdade, a ideia de gostar do melhor amigo ou de está confundindo os sentimento me parece algo incerto, algo inseguro. Mas depois de tanto tempo em negação, os amigos que os cercam colocaram  aquela leve pressão para que eles abrissem os olhos e enxergassem o que estava mais claro do que céu em dia de verão, e que deixassem o medo de lado e assumissem os sentimentos um pelo o outro, que deixassem de se esconder na desculpa de ser amor de amigos. Porque na verdade eles já eram um casal perfeito, mais não percebiam isso;  já havia o "mô", os agarramentos em publico, o carinho e cuidado, as cobranças e o ciúmes, as conversas na internet ,  a saudade incondicional e  o cu doce. Só não havia o oficial namoro, como eu falava eles nunca colocaram o devido rótulo na relação. Porém isso mudou, quando inesperadamente o G e a A assumiram um compromisso diante de todos, só que já estávamos tão acostumados com aquela relação que depois do " Rótulo " nada mudou para nós.
Hoje eles tem mais ou menos 1 mês de namoro, tem uma relação incrivelmente grudenta e de puro amor, se dão bem, fazem um pouco de cu doce porque afinal se não fizessem não seriam o casal açúcar do colégio, mas tudo bem, amamos eles da mesma maneira...Claro que me considero uma das madrinha mais importante desse relacionamento, se não for a mais kkk'k , não sabemos o que vai rolar nos próximos meses, se vai dar certo ou não mas desejo tudo de bom tanto pra minha amiga A como pro meu cunhax G. 

Moral da historia:

Devemos assumir nossos sentimentos por mais que coloquemos em risco uma amizade muito importante, conversar e expor os pensamentos sempre será a melhor opção... Como exemplo usei a historia dos meus amigos; o G ou a A tiveram "medo" de assumir algo pela amizades que eles tinham, talvez em algum momentos eles nem tivessem desconfiando que existia outro amor a não ser de amizade, porém isso mudou e quem sabe o que vai acontecer daqui a uns anos, tanto eles podem se separar e continuarem amigos, como eles podem ficar junto por muitos anos. Não deixem de expor sentimentos oprimidos pelo medo das consequências ou do que pode acontecer no futuro, afinal o futuro a Deus pertence. 




Nenhum comentário :

Postar um comentário