29 de jul de 2015

Dentro do metrô

Só hoje percebi o quão é difícil seguir enfrente sem lembrar de você, dentro de um metrô indo em direção a lugares novos lembrei de quando fazíamos isso juntos a minha família, lembrei de todos os momentos na velocidade em que o metrô ia em cada parada, talvez pensei que não sobraria paradas para tantas lembranças, mas preferir arriscar, arriscar me lembrar de todos os momentos, me arriscar sem medo da mesma forma que me arrisquei em  sentimentos incertos, a unica diferença entre nos dois é que aquele momento  quando resolvi me entregar a você e tentar a nossa historia de amor, eu o tinha ali do meu lado e podia confiar que se algo desse errado poderia correr pros seus braços que vocês estaria ali para me agarrar e dizer "está tudo bem amor", já no metrô em um mundo totalmente desconhecido você não estava ao meu lado, só permanecia em minha mente e não sabe qual foi o tamanho do meu medo se as paradas terminassem e ainda faltassem lembranças a se reverem...
Fiquei com medo de não aguentar a saudade dentro de mim e deixa-las saírem em meus olhos nas lagrimas mais tristes e inumerosas que pudessem existir, não ali no meio de tantas pessoas que poderiam pensar que estava passando mal e ter que contar a eles uma historia tão linda e tão triste não seria algo normal a se fazer. Não me faltou medo, nem mesmo de eu me perder nas lembranças e acabar passando direto do destino de onde pretendia chegar. Mas além de todos esse medos e de todas as questões que envolvidas, me mantive forte, inteira e acima de tudo mantive minha sanidade. Tentei não transmitir e nem deixar escapar nenhum tipo de sentimento por você, além da alegria de ainda te manter vivo em minha mente, confesso que não conseguir evitar alguns sorrisos de lado nem mesmo um olhar brilhante, mas faz parte de todo processo que estou vivendo, um processo que por sinal está acabando comigo. Você deve-se esta perguntando do que estou falando, mas fique tranquilo todos se perguntam, o período que estou tentando te esquecer, seguir enfrente e matar esse sentimento que ainda existe dentro de mim por você, chamo-o de "o processo", é uma forma carinhosa que encontrei de chamar algo tão triste, com um pouco de carinho. É incrível como depois de tudo eu ainda consiga escrever sobre você e não usar nenhum tipo de palavrão ou ofensa, mas as vezes eu até entendo, você foi a melhor parte da minha historia, e se fosse pra escolher teria repetido ou continuado nessa mesma parte por toda minha vida. Foi maravilhoso está contigo, sorrir contigo e até mesmo chorar contigo, e doe lembrar, que daqui por diante não vou poder desfrutar mais dessa parte...Mas não se preocupe um dia eu vou superar, nem que pra isso eu leve a vida toda, pelo menos existe algumas coisas que confortam minha dor, por exemplo alguns amigos que me fazem ver que não existe só esse filme para passar em minha vida, que além de amor e relacionamento, existe amigos e família, brincadeiras e sorvete que possam me fazer  feliz,  outra coisa é que posso ver e acompanhar sua vida, ver como anda feliz e que você não precisa mais de mim para seguir enfrente, que existem outras pessoas que estão te fazendo feliz do jeito que merece, talvez isso seja doloroso, eu admito e também não me faz nada bem por um lado, mas por outro acabo me acostumando que a vida segue sem você e a sua segue sem mim. Sinceramente apesar de tudo te desejo o melhor, e espero que no futuro possamos nos reencontrar e relembrar de tudo sem nenhum tipo de sentimento negativo, nenhum rancor e muito menos magoa. Porque foi perfeito enquanto durou, não tenha duvidas.

~ Para alguém que eu jamais irei esquecer.


Nenhum comentário :

Postar um comentário